23.12.13

Fico feliz quando eu paro e vejo quem ficou.


Nesse ano que passou aconteceu tanta coisa que nem parece que foi esse ano. Aconteceu muito e pouco ao mesmo tempo. E todos os meus anos sempre foram tão apressados e cheios de buracos... Acho que foi bom mudar o prosaico pra variar. E logo mais vem outro aí e prefiro não criar grandes expectativas, sabe como é. Mas não significa que eu não possa sonhar ou pedir pro moço do céu um ano melhor que 2013. Mesmo contendo juros de recaídas e fases ruins.

Espero continuar crescendo, evoluindo e me reinventando sempre. Espero continuar conhecendo e absorvendo o melhor de pessoas e tentar passar pra elas o que há de melhor de mim. Mesmo se elas se forem, nunca vai ter sido em vão. E que muitas fiquem, por favor. Fico feliz quando eu paro e vejo quem ficou. Espero terminar todos os anos com a certeza de que eu tentei e nunca terminar me arrependendo do que eu não fiz  como notar ao máximo os detalhes e as miudezas da vida. Também espero que os motivos pra chorar só diminuam, minhas glândulas lacrimais não aguentam mais.

Pensei em fazer uma lista de metas, mas resolvi que o que a gente quer que dê certo é melhor deixar assim, quieto, pouco comentado, aqui e acolá. Se não atrai má sorte. No final eu acabei fazendo só um chocolate quente de nutella. Uma coisa boa e simples. Que tudo seja preenchido com coisas boas e simples. Quero simplicidade como pegar o leite, o chocolate, misturar, aquecer e pronto: ter felicidade.

E eu aqui já me despedindo e nem acabou ainda. Tenho o hábito horrível de antecipar as coisas. Principalmente o sofrimento. Devia viver o momento, sempre tem como aproveitar mais o doce antes que derreta. E ainda tem 8 dias.

Que gente se encontre lá.

Fim de ano by samantarietveld on Grooveshark

Nenhum comentário :

Postar um comentário