5.7.16

Sobre eles

Por que eu insisto em me sabotar? Por que eu insisto em me machucar? Eu já vi e revi esse filme várias vezes, e sei bem como ele acaba. Algum motivo deve ter pra eu não conseguir deixar pra lá.

Desde o início eu sabia das consequências. Eu sabia que mais uma vez eu não veria um final feliz. Mesmo assim eu deixei usarem até o último pingo do que era bom dentro de mim. Eu deixei de lado os meus valores, os meus princípios e meu amor próprio. E até hoje não trouxe eles de volta.

Até hoje eu tenho sonhos com ele de protagonista. Dizem por aí que, se você sonha repetidamente com uma pessoa, é porque tem alguma coisa mal resolvida. Eu achei até pouco tempo atrás que realmente existia alguma coisa mal resolvida entre a gente. Até que eu percebi: eu só usava o plural e não percebia que devia trocar tudo pro singular. A coisa mal resolvida era comigo mesma.

Eu tenho que resolver isso lá dentro de mim. Só eu vou acabar com isso, só eu posso me ajudar. Só eu posso me libertar e encontrar de novo a paz de dançar comigo mesma. Arrancar a necessidade da aprovação alheia e a necessidade de ter alguém ali o tempo inteiro segurando minha mão pra eu não cair.

Não dá pra fazer todo mundo gostar da gente, não dá pra fazer as coisas funcionarem do jeito que a gente quer o tempo todo. E isso parece me chatear mais que o normal. Sempre penso demais nesses problemas que são tão pequenezas perto da imensidão e complexidade do mundo.

Mas tudo bem pensar. Só não pode deixar levar.

Nenhum comentário :

Postar um comentário